domingo, 23 de setembro de 2012

Jubileu de Ouro de nossa Diocese


A Diocese de Bauru, Divino Espírito Santo, completará 50 anos de criação em 2014 (1964-2014). Ela foi criada no dia 15 de fevereiro de 1964, mediante a Bula Christi Gregis, do Papa Paulo VI e a instalação definitiva ocorreu no dia 17 de maio de 1964, quando o primeiro Bispo tomou posse, Dom Vicente Zioni. A celebração do jubileu é uma forma de agradecer a Deus pelos dons recebidos nestes 50 anos, relembrar os que plantaram a Igreja e fortalecer nossa comunhão e participação em nossa Diocese.
Com o Tema: “O Espírito Santo nos conduz”, as comemorações visam refletir sobre a vida das comunidades e gerar mudanças, que fortaleçam a fé no padroeiro Divino Espírito Santo e reavivar as comunidades. Já o lema “Tirem do tesouro coisas novas e velhas” (Mt 13,52), se inspira na missão e inovação, para atender a exigências e urgências da evangelização, manter frutos e buscar plantar um novo ardor missionário, pois ser Igreja é movimentar-se.
De acordo com nosso bispo Dom Caetano Ferrari, a Diocese irá celebrar seu jubileu na mística do Espírito Santo e na metodologia da visitação, ou seja a exemplo de Maria que visitou sua prima Isabel e gerou louvores na presença do Espírito Santo. “Como Nossa Senhora queremos ir ao encontro das pessoas das comunidades e daquelas que estão afastadas. Em sintonia com toda a igreja, queremos que o Espírito Santo nos mostre onde devemos caminhar, as prioridades e metas. Não importa se faremos coisas simples, o importante é que sejamos uma igreja missionária, servidora da caridade, que se ama e cuida de sua comunidades”, conclui.
Juntamente com o ícone da visitação de Nossa Senhora, os símbolos do Jubileu de Ouro irão percorrer as 41 Paróquias de Bauru e região representando a igreja que vai ao encontro de cada fiel e disputando as comunidades para um novo tempo de Evangelização.
O banner representando o jubileu já esta em nossa paróquia e chama a atenção para os preparativos desse momento histórico.
Vamos celebrar este momento!
Abraços a todos,
Frei Ademir Sanquetti, OFM
Pároco

domingo, 22 de abril de 2012

Paróquia São Paulo Apóstolo, de Agudos, recebeu a visita do ministro provincial


Reportagem: Isabela Gaspar

            Na última sexta-feira, o ministro provincial da Província Franciscana da Imaculada Conceição, Frei Fidêncio Vanboemmel esteve presente na Paróquia São Paulo Apóstolo, de Agudos, para a visita canônica por ocasião da preparação do capítulo da Ordem dos Frades Menores, a qual faz parte o pároco Frei Ademir Sanquetti.
            O capítulo é uma assembleia realizada a cada três anos e possui o objetivo de definir e traçar objetivos para o trabalho de cada frade em sua comunidade.  Mas, para que o capítulo seja efetivo, é necessária a visita canônica, feita pelo provincial e que consiste necessariamente em ouvir dos frades e da comunidade como está o andamento das atividades que são realizadas.
            “A visita canônica funciona com o  objetivo de visitar nossos freis e ver como eles estão trabalhando e se sentindo em vista da preparação do capítulo provincial que é a assembleia maior de todos os frades da província. Por este motivo, a cada três anos é feito este trabalho”, explica Frei Fidêncio.
            O provincial ainda menciona que a visita canônica é organizada de acordo com o número de frades em cada região, por isso o tempo de sua permanência em cada cidade que possui a comunidade franciscana é diferente. “Ouço todos os frades e, onde tem Paróquia, também faço uma reunião com todas as lideranças para saber os pontos positivos e negativos do trabalho de cada pároco”, diz Vanboemmel.
            Na Paróquia São Paulo Apóstolo, Frei Fidêncio celebrou missa para o fieis e, após reuniu-se com toda a liderança.


quinta-feira, 12 de abril de 2012

Semana Santa na Paróquia São Paulo Apóstolo, de Agudos.

Isabela Gaspar


Momentos de extrema devoção e muitas bênçãos marcaram a Semana Santa na Paróquia São Paulo Apóstolo, de Agudos, que neste ano foi do dia 1 ao dia 8 de Abril.
            Para celebrar os acontecimentos da paixão e ressurreição de Jesus, os fieis se prepararam fazendo sua confissão nas comunidades que compõem a Paróquia, desde o dia 18 de Março. Neste ano, cerca de 1000 pessoas fizeram a sua preparação para a festa da Páscoa.
            No dia 1 de Abril, domingo de ramos, os paroquianos realizaram a procissão com ramos pelas ruas da cidade de Agudos. As celebrações aconteceram em todas as comunidades que compõem a Paróquia.
            A terça-feira santa foi marcada pela tradicional procissão luminosa do encontro. Homens e mulheres reuniram-se  para a via-sacra e percorreram as ruas da cidade, desde a comunidade São Francisco de Assis a até a Matriz São Paulo Apóstolo.
Já na quarta-feira, a celebração aconteceu na Catedral do Divino Espírito Santo, em Bauru com a missa dos Santos Óleos Nesta cerimônia, os óleos utilizados durante o ano nas paróquias da Diocese de Bauru para os sacramentos do Batismo, Crisma e Unção dos Enfermos são abençoados e distribuídos para os agentes pastorais e ministros extraordinários da comunhão eucarística, representando suas comunidades.
Relembrando a última ceia de Jesus e a instituição da Eucaristia, a quinta-feira santa, contou com missa especial para as crianças à tarde. Nesta celebração, a encenação da última ceia ficou a cargo das crianças da catequese.
Já à noite, os profissionais da área da saúde foram os escolhidos para a encenação da última ceia de Jesus.
A quinta-feira terminou com a adoração ao Santíssimo nas comunidades Matriz São Paulo Apóstolo, Nossa Senhora Aparecida e São Francisco.
Na sexta-feira santa, os fieis reuniram-se para a celebração da morte de Jesus. Após, seguiram em procissão pelas ruas, como sinal de  reflexão pelo seu sofrimento.
O sábado santo ou sábado de aleluia foi marcado pela benção do fogo e da água e pela apresentação à comunidade dos óleos abençoados na última quarta-feira.
A semana terminou com a missa de Páscoa no domingo, dia 8 de Abril, em todas as comunidades.

Ação Social da Paróquia São Paulo Apóstolo, de Agudos, mexeu com a população agudense.

Reportagem: Isabela Gaspar
            “É um despertar para que possamos cuidar da nossa vida”. Estas foram as palavras de Frei Ademir Sanquetti durante missa na ação social MEXA-SE! realizada no dia 25 de Março.
            Como mais uma das ações mobilizadas pela Campanha da Fraternidade 2012, o evento contou com a participação de cerca de 500 pessoas que puderam usufruir de diversas atividades, como: corte de cabelo gratuito, cama elástica para as crianças, aferição de pressão arterial e orientação para a população agudense sobre a doação de sangue.
            Frei Ademir ainda destacou a importância do cuidado com a saúde em todos os níveis. “Vamos cuidar e nos educar para uma melhor qualidade de vida”, afirmou o pároco.
            A ação social MEXA-SE! contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Agudos, Secretaria da Saúde de Agudos, Escola EFAC de Lençóis Paulista, Lions Clube de Agudos, Sabesp, Ipiranga, 87 FM e Sest- Senat.
            A equipe que coordena as ações da Campanha da Fraternidade na Paróquia São Paulo Apóstolo avaliou o evento como excelente, pois proporcionou à população agudense serviços de qualidade. “A nossa satisfação é ouvir das pessoas que aqui vieram sobre os serviços de qualidade oferecidos. Muitas famílias não tem oportunidade de receber orientações sobre a sua saúde”, completa Simone De Bortolli da equipe da CF 2012.
           
            

segunda-feira, 12 de março de 2012

Paróquia São Paulo Apóstolo realizou palestra sobre a situação da saúde no município.

Reportagem: Isabela  Gaspar 

Como uma das ações previstas para a Campanha da Fraternidade 2012, a equipe que coordena a CF na Paróquia São Paulo Apóstolo, realizou palestra com o Secretário da Saúde do município de Agudos, Altair Francisco da Silva.  O evento contou com a presença da população agudense, de membros da Paróquia Santo Antônio e também foi transmitido ao vivo pela rádio comunitária 87 FM.
             “É importante este espaço para mostrar quais são as ações da Prefeitura Municipal no Setor da Saúde. São números que mostramos e que pretendemos melhorar cada vez mais”, explica o secretário Altair.
            O secretário iniciou mostrando o que compõe a saúde no município: postos de saúde, serviços de atendimento, profissionais e equipes de colaboradores. Explicou também sobre a diferença entre os deveres do Município e do Estado com relação à saúde, ficando a cargo municipal o atendimento básico e preventivo.
            Ainda mostrou aos presentes sobre as campanhas e os projetos realizados em Agudos como: Saúde da Mulher, Programa para controlar a hipertensão, Saúde do Trabalhador, DST/AIDS, entre outros.
            “No ano de 2011, realizamos 36.799 atendimentos com clínico geral nos postos de saúde e atendemos 100.017 receitas médicas da população”, afirmou o secretário durante exposição sobre os principais serviços oferecidos em Agudos com relação à saúde.
Melhorias
            No ano de 2011, foram implantadas algumas melhorias no Setor da Saúde como: aumento do volume de compras com a redução de custos, controle de vetores, melhorias na farmácia do Posto de Saúde Central, distribuição de suplementos alimentares e equipamentos modernos para a fisioterapia. A previsão é que para 2012 os investimentos em melhorias no Setor da Saúde continuem com novas ações.
            O pároco Frei Ademir Sanquetti e a Equipe da CF propuseram para que a comunidade da Paróquia São Paulo Apóstolo auxilie em ações para agregar no Setor da Saúde de Agudos.
            Frei Ademir mencionou ainda a Pastoral da Saúde e os doentes assistidos por ela. A Pastoral fará um levantamento de como está o atendimento médico na cidade conversando com os doentes.
            Ainda mencionou sobre ações que todos podem fazer dentro de suas casas, como a doação de remédios que não foram utilizados. A Paróquia São Paulo Apóstolo iniciará campanha nos próximos dias em relação a este assunto.
            A noite terminou com agradecimentos e orações.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Um pouco mais sobre a Campanha da Fraternidade 2012

É sempre bom saber um pouco mais do que anda rolando na Paróquia São Paulo Apóstolo. Por isso, entrevistamos o casal Ailton e Sandra Zagato, membros da equipe da CF.
Fique por dentro!


Quais as ações propostas pela equipe da CF?
As ações propostas para a CF deste ano na Paróquia São Paulo Apóstolo vão desde palestras até ações concretas, cujo objetivo é refletir sobre a realidade da saúde no Brasil, incentivando e disseminando conceitos para que todos que tenham uma vida saudável. Previamente a Equipe de Coordenação divulgará as atividades que acontecerão na Paróquia.

·De que forma a comunidade poderá contribuir nas ações que serão realizadas?
A Equipe de Coordenação Paroquial da CF espera que a comunidade participe ativamente dos Encontros de Família, cujo livro elaborado pela CNBB tem um ótimo conteúdo sobre os objetivos da Campanha, e que participe também de todos os eventos programados, nos quais serão levantados todos os tópicos incentivando a cultura de uma vida saudável.

·A Campanha da Fraternidade também possui o intuito de suscitar as ações da Pastoral da Saúde?
Nos encontros e palestras que participamos em Bauru, a Pastoral Diocesana da Saúde está engajada na Campanha da Fraternidade, uma vez que o assunto é pertinente. Esse também é nosso objetivo aqui em Agudos, de incentivar que outras pastorais participem e colaborem no debate da CF deste ano.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

QUARTA-FEIRA DE CINZAS E ABERTURA DA CF 2012

Reportagem: Isabela Gaspar 
            “Estamos em um tempo muito especial, tempo da quaresma e da Campanha da Fraternidade. Nesse tempo, devemos refletir e rezar dentro da espiritualidade, fazendo com que o nosso jejum e a nossa penitência seja um momento de fortalecimento espiritual”, afirmou Frei Ademir Sanquetti durante missa que marcou a quarta-feira de cinzas e a abertura da Campanha da Fraternidade 2012.
Cerca de 200 pessoas participaram deste momento, que marca o início da quaresma definida como os quarenta dias de preparação para a Páscoa. Um período de conversão e penitência, pois neste tempo, Jesus foi tentando no deserto por satanás.
Outro momento importante na celebração foi a abertura da Campanha da Fraternidade que este ano traz como tema: “Fraternidade e a Saúde Pública e o lema: “Que a saúde se difunda sobre a Terra (Cf. Eclo, 38,8)”. A equipe que coordena as ações da CF na Paróquia lembrou da importância da saúde em nosso país.
“Após o fortalecimento espiritual, vem a saúde e uma vida digna na família e na sociedade. Que este tempo quaresmal seja um momento para que todos possam refletir e mudar um pouco o nosso ritmo de vida, pensando na saúde do corpo de alma”, completou Frei Ademir.
Ao final todos puderam assistir a um vídeo preparado pela equipe da CF, com imagens que refletem a situação dos doentes hoje no Brasil e quais as ações podemos tomar para melhorar este quadro.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Palestra sobre a Campanha da Fraternidade refletiu a humanização na saúde

Reportagem: Isabela Gaspar
            Na última sexta-feira, dia 17 de Fevereiro, a Paróquia Santo Antônio em parceria com a Paróquia São Paulo Apóstolo, realizou palestra para exposição do tema da Campanha da Fraternidade 2012 que, neste ano, discute sobre a fraternidade e a saúde pública no Brasil.
            O evento contou com a participação de cerca de 50 pessoas entre paroquianos, representantes das escolas do município de Agudos e do secretário da saúde Altair Francisco Silva.
            Os palestrantes Gerson Luiz Alves Pinheiro (coordenador diocesano da Campanha da Fraternidade) e Klaudio Cóffani Nunes (membro da equipe diocesana da Campanha da Fraternidade), mostraram aos presentes sobre a importância da saúde com seres humanos tratados de forma igualitária no que tange ao atendimento. “A saúde deve ser humanizada, ou seja, atendimento à pessoa buscando dar atenção. Além do sistema de saúde valorizar o profissional da saúde, de acordo com o que ele merece”, afirma Klaudio Cóffani.
            Cóffani ainda mencionou a importância da articulação da saúde com a alimentação, educação, trabalho, remuneração, promoção da mulher, da criança, da ecologia e do meio ambiente.
            Ao final, deixou a mensagem para que todos se mobilizem e proponham ações de melhoria na saúde.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Uma atenção para a saúde

Frei Ademir Sanquetti

Neste ano, a Campanha da Fraternidade traz o tema: “A fraterni­dade e a Saúde Pública”, com o lema: Que a saúde se difunda sobre a terra (cf. Eclo 38,8). A Igreja deseja sensibilizar a todos sobre a dura realidade de irmãos e irmãs que não têm acesso à assistência de saú­de pública condizente com suas necessidades e dignidade.
Neste tempo de quaresma é fundamental que existam ações transformadoras, pois a conversão pede que as estruturas de morte sejam transformadas.
A vida, a saúde e a doença são realidades profundas, envoltas em mistérios. Diante delas, as ciências não se encontram em condições de oferecer uma palavra definitiva, mesmo com todo o aparato tecnológico hoje disponível.
Assim, as enfermidades, o sofrimento e a morte apresentam-se como realidades duras de serem enfrentadas e contrariam os anseios de vida e bem-estar do ser humano.

O sofrimento redentor de Cristo leva o homem ao reencontro com seus próprios sofrimentos. Mediante a fé em Jesus, o sofrimento é enriquecido por um novo conteúdo e com um novo significado.
Este processo foi vivido por São Paulo que assim o expressou: “Com Cristo fui pregado na cruz. Eu vivo, mas não eu: é Cristo que vive em mim. Minha vida atual na carne, eu a vivo na fé, crendo no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim” (cf. Gl 2,19-20).
A cruz de Cristo ilumina a vida humana, especialmente o so­frimento e a morte. “Quem permanece por muito tempo próximo das pessoas que sofrem, conhece a angústia e as lágrimas, mas também o milagre da ale­gria, fruto do amor”. Com estas palavras, o Papa Bento XVI descreve uma experiência edificante do sofrimento: na Igreja, os doentes evangelizam e recordam que a esperança repousa em Deus.
Deste modo, no contexto eclesial os doentes e os sofredores não se resumem a destinatários de atenções e de cuidados, pois exercem o protagonismo na evangelização com um testemunho profundo, o do sofrimento aceito e oferecido, o milagre do amor. (PAPA BENTO XVI. Discurso na Assembléia do Pontifício Conselho para a Pastoral no campo da saúde. L'Osservatore Romano, 22/3/2007).
Os enfermos, por sua condição de fragilidade e vulnerabilidade devido à doença e ao sofrimento constituem-se em sinais dos valores que são essenciais na nossa vida em meio a tantas coisas supérfluas. A resposta frente a esta realidade é nossa solidariedade samaritana.
Os exemplos e testemunhos encontrados nesta área da saúde, nos evangelizam! Na Bíblia há várias passagens sobre os doentes: “Alguém dentre vós está doente? Mande chamar os presbíteros da Igre­ja, para que orem sobre ele, ungindo-o com óleo no nome do Senhor” (cf. Tg 5,14). Se os enfermos evangelizam, também provocam uma resposta da Igreja. Primeiro, a oração na fé, “a oração feita com fé salvará o doente, e o Senhor o levantará” (cf. Tg 5,15).
Justamente no atrair sobre a situação de doença e sofrimento a ação do Ressus­citado e do seu Espírito reside na grande importância da Pastoral da Saúde.
Um doente curado pela ação de Cristo, por meio das ações da Igreja constitui uma grande alegria na terra e no céu, é premissa de vida eterna.
Que a saúde se difunda sobre a terra!

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Comunidade Matriz São Paulo Apóstolo, da Paróquia São Paulo Apóstolo, celebrou festa da conversão de seu padroeiro.


Reportagem: Isabela Gaspar
            “Celebrar a conversão de São Paulo Apóstolo é relembrar o seu exemplo como um dos maiores comunicadores da palavra do Senhor”. Estas foram as palavras de Frei Ademir Sanquetti em celebração que marcou a festa de conversão do padroeiro São Paulo Apóstolo.
            As festividades começaram no dia 22 com o tríduo religioso que seguiu também nos dias 23 e 24 de janeiro. Todos os dias as celebrações contaram com bênçãos especiais, como: bênção das chaves, das carteiras de trabalho e dos objetos devocionais.
            Já no dia 25 de janeiro, dia da conversão de São Paulo, a comunidade reuniu-se para missa festiva celebrada por Frei Ademir e contou com a presença do diácono Marcos Alberto Arantes e do seminarista Fabrício Souza.
            Devido à chuva, que aconteceu minutos antes do inicio da celebração, os fieis percorreram com a imagem do padroeiro dentro da Igreja, embalados pela música: “Viver pra mim é Cristo” de Pe. Fábio de Melo.
            Ao final, Frei Ademir realizou sorteio de uma imagem do padroeiro, doada pela comunidade e, após a bênção, todos puderam saborear o tradicional bolo festivo.

Acesse nosso facebook e veja toda a cobertura fotográfica: http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002161903423

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

CONVERSÃO DE SÃO PAULO APÓSTOLO


Por: Frei Ademir Sanquetti

Os mensageiros do Sumo Sacerdote, Saulo entre eles, seguiam pela estrada de Damasco, traziam consigo um documento, pois foram nomeados e investido de autoridade para prender, amarrar e entregar aos homens do Sumo Sacerdote todos os judeus gregos que deixam de cumprir a lei de Moisés ou se opõe ao seu cumprimento, para que sejam julgados em Jerusalém. O documento trazia as assinaturas do Sumo Sacerdote e do Magistrado do Templo, juntamente com o atestado do escriba, e o selo desta autoridade.
            E assim, entre tempestades de areia Saulo e seus homens seguiam para o oásis que esperava nos arredores de Damasco quando por um instante viu um homem.
            Este homem ao mesmo tempo era espírito e era carne e sangue. Era o homem mais alto que vira, mas não era gigante e sim um homem comum, um rabi.
            Tinha grandes olhos, melancólicos, mas brilhantes, cheios de fé e de amor, como os que Saulo tantas vezes vira entre os discípulos também tinha barba e cabelos longos. Não via um anjo, mas um homem, com vestes alvas, como que preparado para as orações do Sábado.
            Saulo chegou a pensar que podia ser um espírito do Senhor e então o homem estendeu as mãos para ele e falou: “Saulo! Saulo! Por que me persegues?”.
            Os homens que rodeavam Saulo o ouviram perguntar: “Quem és tu Senhor?”
            Saulo ouviu a resposta:  “Sou Jesus de Nazaré, a quem persegues!”
            Os homens que o rodeavam o ouviram novamente perguntar: “O que queres que eu faça?”
            E Saulo o ouviu responder: “Levanta-te e vai para Damasco, que lá te será dito o que deves fazer”.
            A visão de Saulo desapareceu, mas não desapareceu ela apenas, e sim o mundo inteiro. Ele viu-se no meio de uma espessa escuridão, com trevas de todos os lados.
            Os companheiros perguntaram-lhe o que vira, com quem falara, mas Saulo não respondeu,conservou-se mudo, abatido e cego.
            Alguns diziam que a cegueira fora causada pela claridade ofuscante. Saulo lhes ouvia as palavras mas não respondia.
            Havia em Damasco um discípulo de Jesus, chamado Ananias.  Então, Ananias foi ao encontro de Saulo e disse: “Saulo meu irmão, o Senhor,este Jesus que te apareceu no caminho, enviou-me para que recuperes a vista e fiques cheio do Espírito Santo”.
            No mesmo instante caíram-lhe dos olhos como que escamas e ele recuperou a vista. Levantou-se e foi batizado, depois se alimentou e sentiu-se fortalecido.
            Saulo passou alguns dias com s discípulos de Damascoe  logo se pôs a pregar nas sinagogas que Jesus é o filho de Deus.(cf Atos 9,1 ss)
            Dia 25 de Janeiro celebramos a conversão de São Paulo, padroeiro de nossa Matriz, da Paróquia, e de nossa cidade. Vamos nos preparar com um tríduo  e celebrar com missa solene e procissão o dia da festa. Possamos então, receber muitas bênçãos, como São Paulo recebeu de Jesus e por sua intercessão, sermos testemunhas do amor de Deus. 

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

PARÓQUIA SÃO PAULO APÓSTOLO REALIZOU MISSA DE ANO NOVO


Reportagem: Isabela Gaspar
            Pedindo Paz e votos de um mundo melhor, a Paróquia São Paulo Apóstolo realizou no dia 31 de dezembro, missa para comemorar a chegada do novo ano e também relembrar todos os acontecimentos de 2011.
            A celebração contou com cerca de 1000 fieis que, emocionados, cantaram e louvaram, agradecendo todas as graças recebidas em 2011.
            Frei Ademir lembrou a todos sobre a importância de se rezar pela Paz mundial, pedindo para que o ano de 2012 seja recebido com muitas orações. “Devemos rezar pela Paz, pedir para que Jesus transforme as nossas vidas neste novo ano que se inicia”, completa o Pároco.
            Durante a celebração a assessoria de comunicação da Paróquia preparou um vídeo com todos os acontecimentos de 2011 para que os fieis pudessem relembrar todos os eventos, festas de padroeiros e missas festivas.
            As crianças também participaram da celebração. Com lenços brancos levaram até o altar o número 2, simbolizando o novo ano que se inicia.
            Ao final, o pároco Frei Ademir abençoou a todos e desejou um novo ano repleto de alegrias.