domingo, 23 de setembro de 2012

Jubileu de Ouro de nossa Diocese


A Diocese de Bauru, Divino Espírito Santo, completará 50 anos de criação em 2014 (1964-2014). Ela foi criada no dia 15 de fevereiro de 1964, mediante a Bula Christi Gregis, do Papa Paulo VI e a instalação definitiva ocorreu no dia 17 de maio de 1964, quando o primeiro Bispo tomou posse, Dom Vicente Zioni. A celebração do jubileu é uma forma de agradecer a Deus pelos dons recebidos nestes 50 anos, relembrar os que plantaram a Igreja e fortalecer nossa comunhão e participação em nossa Diocese.
Com o Tema: “O Espírito Santo nos conduz”, as comemorações visam refletir sobre a vida das comunidades e gerar mudanças, que fortaleçam a fé no padroeiro Divino Espírito Santo e reavivar as comunidades. Já o lema “Tirem do tesouro coisas novas e velhas” (Mt 13,52), se inspira na missão e inovação, para atender a exigências e urgências da evangelização, manter frutos e buscar plantar um novo ardor missionário, pois ser Igreja é movimentar-se.
De acordo com nosso bispo Dom Caetano Ferrari, a Diocese irá celebrar seu jubileu na mística do Espírito Santo e na metodologia da visitação, ou seja a exemplo de Maria que visitou sua prima Isabel e gerou louvores na presença do Espírito Santo. “Como Nossa Senhora queremos ir ao encontro das pessoas das comunidades e daquelas que estão afastadas. Em sintonia com toda a igreja, queremos que o Espírito Santo nos mostre onde devemos caminhar, as prioridades e metas. Não importa se faremos coisas simples, o importante é que sejamos uma igreja missionária, servidora da caridade, que se ama e cuida de sua comunidades”, conclui.
Juntamente com o ícone da visitação de Nossa Senhora, os símbolos do Jubileu de Ouro irão percorrer as 41 Paróquias de Bauru e região representando a igreja que vai ao encontro de cada fiel e disputando as comunidades para um novo tempo de Evangelização.
O banner representando o jubileu já esta em nossa paróquia e chama a atenção para os preparativos desse momento histórico.
Vamos celebrar este momento!
Abraços a todos,
Frei Ademir Sanquetti, OFM
Pároco