terça-feira, 28 de março de 2017

Grupo de Jovens Unidos pela Fé encenará a Via Sacra em Agudos

Grupo realiza Via Sacra que já é tradição na comunidade
Por Jéssica Oliveira 

No dia 08/04 (sábado), na comunidade Nossa Senhora Aparecida, às 19h

A comunidade Nossa Senhora Aparecida, da Paróquia São Paulo Apóstolo de Agudos, realizará mais uma edição da Via Sacra, que será encenada pelos integrantes do Grupo de Jovens Unidos pela Fé, no sábado, dia 8 de abril, às 19 h.

De acordo com Luã Medina, que é coordenador do grupo, o objetivo da encenação é apresentar ao público as 15 estações da Via Sacra, como um momento especial e repleto de bênçãos. “Queremos que o público reviva cada uma delas (estações) em momentos de muita reflexão, intimismo, oração e amor a Deus, que nos entregou seu único filho para remissão de nossos pecados”, acrescenta.  

Serviço

A Via Sacra será encenada na comunidade Nossa Senhora Aparecida no dia 08/04 (sábado), às 19h. A comunidade fica na Rua Dionísio Dalberto, 21, Parque Pampulha, Agudos-SP. Informações pelo telefone (14)3262-1237. A entrada é gratuita.


quinta-feira, 23 de março de 2017

Campanha da Fraternidade 2017 em Agudos


Por Isabela Gaspar

Paróquia São Paulo Apóstolo já realizou encontros com lideranças, professores catequistas e mobiliza campanha de arrecadação de óleo de cozinha usado em prol da Casa do Menor Renascer

A Paróquia São Paulo Apóstolo de Agudos já está mobilizando ações para trabalhar a temática da Campanha da Fraternidade 2017 no município. Encontros com lideranças paroquiais, professores, catequistas, exposição e gesto concreto estão entre as atividades.

A Campanha da Fraternidade é uma ação proposta pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), durante o período da quaresma da Igreja Católica. Neste ano vem com o tema 
“Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15). A campanha fala sobre o cuidado com o meio ambiente e a criação, gerando reflexões acerca da ação do homem na natureza e o que está sendo feito para preservação.

As primeiras atividades para divulgar a CF 2017 já foram realizadas durante o mês de fevereiro. “Realizamos encontros com lideranças paroquiais, comunidade e professores, visando formar multiplicadores para aplicação do conteúdo nos locais  que atuam”, comenta Ailton José Pereira Zagato, da Pastoral da Campanha da Fraternidade.

Ainda, a equipe prevê que as escolas de Agudos trabalhem o tema com as crianças e jovens, com a finalidade de produzir materiais que serão expostos durante a Semana Santa na Paróquia.

Arrecadação de óleo de cozinha

Como em todas as Campanhas da Fraternidade, é proposto algum gesto concreto, que sirva de motivação para a prática solidária.

Neste ano serão arrecadados litros de óleo de cozinha usado em prol da Casa do Menor Renascer de Agudos.”A arrecadação nos ajudará com manutenção da casa, principalmente para a compra de itens como fraldas, sabão em pó, papel higiênico, entre outros” ressalta Simone De Bortolli, coordenadora da entidade.

Os interessados poderão deixar a doação do óleo direto na Casa do Menor Renascer, que fica na Avenida Ratelif, 62, Centro, Agudos – SP.  A doação pode ser feita em qualquer horário.

Serviço

Informações pelo telefone (14)3262-1237.


quarta-feira, 15 de março de 2017

Mensagem do Pároco - A alegria do Evangelho


Por Frei Silvio Trindade Werlingue

Estimados paroquianos(as), há pouco mais de três anos o Papa Francisco publicou a Exortação Apostólica Evangelii Gaudium – A alegria do Evangelho – sobre o anúncio do Evangelho no mundo atual.

Trata-se de um documento precioso, valioso demais e, por isso, não pode ser ignorado pelos cristãos católicos. Muitos já leram e releram a Evangelii Gaudium, outros, contudo, ainda não tomaram conhecimento desta instigante exortação apostólica.

“A ALEGRIA DO EVANGELHO enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus”. Assim o Papa inicia sua exortação. Ele continua: “Todos os cristãos, em qualquer lugar e situação que se encontrem, estão convidados a renovar hoje mesmo o seu encontro pessoal com Jesus Cristo ou, pelo menos, a tomar a decisão de se deixar encontrar por Ele”.

Assim, no intuito de motivar a leitura e o estudo deste documento do Magistério da Igreja, me propus abordar, mensalmente neste informativo, reflexões pertinentes à Evangelii Gaudium. Para isso, ao longo deste ano, me ocuparei de algum termo ou palavra-chave que perpassa o documento conferindo-lhe consistência e revelando sua alma.

Iniciaremos refletindo sobre a ALEGRIA, palavra-chave que inspira o título da exortação. A Evangelii Gaudium fala mais de alegria do que da cruz! Mas, não se trata de ingenuidade teológica que aponta para uma Páscoa sem Quaresma (cf. 6).

“A alegria de viver frequentemente se desvanece; crescem a falta de respeito e a violência, a desigualdade social torna-se cada vez mais patente. Mas, apesar de circunstancias da vida, por vezes muito duras, resta-nos sempre a certeza de que somos infinitamente amados e de que da alegria trazida pelo Senhor ninguém é excluído. Essa alegria do Evangelho é tal que nada e ninguém no-la poderá tirar [cf. Jo 16,21] (84).

A alegria cristã tem raízes no coração de Jesus. Ele promete a seus discípulos: “Vós haveis de estar tristes, mas a vossa tristeza há de converter-se em alegria [Jo 16,20]”. E, a alegria cristã é experimentada “no meio das pequenas coisas da vida cotidiana”, mormente por “pessoas muito simples que têm pouco a que se agarrar”(4).

Irmãos e irmãs, é esta ALEGRIA inerente à nossa fé que precisamos, sempre de novo, redescobrir. Que a alegria do Senhor seja a nossa força!


Obs: Evangelii Gaudium se encontra também online nos diversos sites católicos.


quinta-feira, 2 de março de 2017

Fiéis de Agudos viverão o “tripé espiritual” durante a quaresma

Por Isabela Gaspar



Proposto pelo Pároco Frei Silvio Trindade Werlingue durante a celebração de quarta-feira de cinzas, tripé fala sobre viver a oração, jejum e a esmola. Na ocasião também foi lançada a Campanha da Fraternidade 2017

Nesta quarta-feira (01/03), centenas de fiéis reuniram-se na Paróquia São Paulo Apóstolo para a tradicional Missa de quarta-feira de cinzas. A celebração foi presidida pelo pároco Frei Silvio Trindade Werlingue.

A quarta-feira e cinzas marca o início da quaresma na Igreja Católica, que e são os 40 dias que antecedem a Páscoa. “É um tempo de conversão, de viver e de fazer novas opções. Decidir-se por Jesus, pelo Reino e pelo Evangelho”, frisou o pároco durante sua homilia.

Frei Silvio ainda ressaltou sobre o chamado “tripé espiritual” para viver esta quaresma: oração, jejum e esmola. “A quaresma vem nos perguntar como anda a nossa vida de oração. Você tem rezado?”, indagou aos presentes.

Werlingue também falou sobre o jejum e a esmola, explicando suas amplitudes dentro da vida de cada fiel. “O jejum é mais amplo, pois nos fala do próprio domínio que devemos ter. Há muitas formas de jejuar: da língua, internet, celular etc. Já a esmola é solidariedade, doação. Não é só dar algo material, mas, sim, o que mais emerge de nós: ser, doar-se”, disse.

Na ocasião, também foi lançada a Campanha da Fraternidade 2017 que, neste ano, vem com o tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15). O momento contou com a apresentação do cartaz da CF e participação da equipe de casais que trabalharão diretamente com a temática por toda a Paróquia.

A campanha deste ano trata do cuidado do meio ambiente e de toda a criação que Deus colocou à nossa disposição. “O Papa Francisco tem falado muito sobre o meio ambiente e sobre a conversão ecológica, que seria o redescobrimento da sacralidade de todas as coisas que Deus criou e deu para nós”, comentou o pároco.

As ações da CF 2017 podem ser acompanhadas durante a quaresma em nossa Paróquia. A equipe de casais já se movimenta para trabalhar o tema com os paroquianos e, também, nas escolas agudenses.

Nas comunidades!


As comunidades Nossa Senhora Aparecida e São Francisco também realizaram a solenidade. No setor da padroeira do Brasil a Missa foi presidida pelo vigário Frei Carlos Pierezan. Já no São Francisco, a celebração foi realizada pelo Diácono Marcos Alberto Arantes.